Tel: (49) 9116 8337 | e-mail: contato@portaldocontestado.com.br



10-12-2014
Onofre faz seu último discurso em Brasília

Curitibanense que foi escolhido o melhor deputado do Brasil encerra seu mandato na Câmara Federal.


Divulgação

“Tenho certeza de que correspondi à delegação a mim outorgada por mais de 90 mil eleitores catarinenses. Combati o bom combate, lutei por um Brasil melhor, por uma sociedade mais justa e mais fraterna. Peço que nossa querida Imaculada Conceição dê forças a todo homem público para que ele nunca se curve diante da opressão e tirania e nunca tenha vergonha de ser honesto.”

Essas foram algumas das palavras que o vice-líder do PSD, deputado Onofre Santo Agostini (SC), proferiu em seu discurso de despedida, nesta segunda-feira (8).

Onofre deixará a Câmara após quatro anos de mandato e a apresentação de 132 projetos de lei, dos quais quatro transformados em lei.

Em 2013, foi considerado o parlamentar mais bem avaliado do Brasil, segundo o Ranking do Progresso, iniciativa da revista Veja em conjunto com o Núcleo de Estudos sobre o Congresso (Necon) do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Rio de Janeiro (Iesp-Uerj).

De sua autoria, a Lei 13.002/14 obriga hospitais e maternidades a realizarem o teste da linguinha para detectar problemas de língua presa e evitar problemas na amamentação, deglutição, mastigação e fala. “O teste evita constrangimento a futuras gerações na fase adulta. Recebi correspondência de uma entidade norte-americana dedicada à motricidade orofacial elogiando a iniciativa e salientando o pioneirismo do Brasil com essa iniciativa.”

A regulamentação da profissão de motorista de ambulância (Lei 12.998/14) também é uma iniciativa do parlamentar. “Até que enfim reconhecemos esses profissionais, anjos que transportam vidas. Agradeço ao presidente da Associação Brasileira dos Motoristas e Condutores de Ambulância do Estado de São Paulo, Alex Douglas, aqui presente e que, junto comigo, debateu a regulamentação dos motoristas de ambulância.”

Em seu discurso, Onofre destacou três pontos que considera cruciais para melhorar o sistema político-eleitoral do país: proibição de coligações em eleições proporcionais; eleições coincidentes para todos os cargos; e o fim do financiamento privado para campanha política.

“Estou convencido de que o financiamento público é a solução para reduzir os gastos e para cortar as ligações de candidatos com empresas privadas. A fiscalização se tornará muito mais simples e as eleições serão muito mais baratas, privilegiando a vontade do eleitor, e não dos detentores de muitos recursos.”

O deputado Curitibanense, ao longo dos quatro anos, ajudou diversos municípios com a destinação de emendas de sua autoria, para Curitibanos, dentre os recursos destinados estão R$ 4 milhões para duplicação da Av. Leoberto Leal, cerca de R$ 7 milhões para Hospital Regional Hélio Anjos Ortiz e R$ 5 milhões para a construção do Hospital Veterinário da UFSC.

Trajetória política

Onofre assumiu pela primeira vez um cargo político, em 1973, como prefeito da Cidade de Curitibanos (SC). Assumiu, em 1990, seu primeiro mandato de deputado estadual, sendo reeleito mais quatro vezes para o cargo. Em 2001 e 2002 foi presidente da Assembleia Legislativa do Estado e, em 2007, convidado para ser secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina. Em 2010, tomou posse como deputado federal.

Fonte: Assessoria Onofre Agostini/Carola Ribeiro 





Portal do Contestado

Notícias de Curitibanos e Região.

Fone: (49) 91168337

E-mail: contato@portaldocontestado.com.br